<script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script> <!-- uz_336 --> <ins class="adsbygoogle" style="display:inline-block;width:336px;height:280px" data-ad-client="ca-pub-2659980373728363" data-ad-slot="7334352839"></ins> <script> (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); </script>

4 maneiras que a carne de cavalo prova que um apocalipse zumbi pode acontecer

Más notícias, fãs de cavalos e comida – empresas europeias de processamento de carnes para hambúrgueres têm combinado nossas duas coisas favoritas e chamando-a de “bife”. E não comece a se vangloriar por sua indústria de carne superior, América – embora exames detalhados sejam feitos em carnes importadas, ainda é bem possível que um cavalo morto entre de fininho no seu hambúrguer em algum momento, e quando isto acontecer, irá trazer um surto zumbi apocalíptico com ele. Como é? Você não tem ideia de como carne de cavalo e uma devastação zumbi podem estar relacionadas. Bem, continue lendo. [caption id="attachment_2100" align="aligncenter" width="300"]176080 Talvez seja bom ter um espingarda perto, só pra garantir.[/caption] &nbsp;

#4. As duas começaram com corporações

Em Resident Evil, a Umbrella Corporation criou o vírus zumbi como uma arma para uma guerra biológica. O vírus então se espalhou para o mundo externo por causa de falhas no laboratório e experimentos que deram errado. No caso do escândalo da carne de cavalo, há várias corporações envolvidas, e todas elas estão apontando seus dedos sujos para fornecedores terceirizados de carne. Mas é a mesma história, na verdade: uma companhia grande com muitas falhas libera alguns agentes patogênicos no mundo, de carne ruim e que podem induzir alguém a se transformar em um zumbi. E em ambos os casos, tudo o que precisaria para um surto acontecer é um funcionário duvidoso no nível certo de infraestrutura para que tudo saia de controle. [caption id="attachment_2101" align="aligncenter" width="300"]176077 Nós esperamos que sinais assim apareçam logo antes da epidemia zumbi significar o fim.[/caption] &nbsp;

#3. A contaminação se espalhou através de “restaurantes” ruins

Em Zombieland, uma das primeiras coisas que aprendemos é que o paciente zero (a pessoa que iniciou a infecção) pegou a “doença dos mortos vivos” após comer um hambúrguer infectado com a doença da vaca louca, em um posto de gasolina, presumidamente antes dele ou dela sucumbir à hepatite normalmente associada à carne que você compra em um posto de gasolina. Enquanto isso, na saga da carne de cavalo, descobriu-se que a IKEA estava vendendo almôndegas para seus clientes que deveriam ser carne de boi ou porco, mas, na verdade, eram os pedidos de aniversários de garotinhas inconsoláveis, moídos. Depois, descobrimos que a carne de cavalo também estava sendo servida no Taco Bells britânico, o que na verdade é melhor do que as unhas e bitucas de cigarro que eles normalmente servem. [caption id="attachment_2102" align="aligncenter" width="300"]176076 Espera, onde nós podemos pegar um Taco Bell de carne verdadeira?[/caption] Então, comidas terríveis de lugares com uma reputação não tão boa assim (ao menos por um ponto de vista gastronômico) pode facilmente conter algum tipo de agente patogênico e passar despercebido. Vamos dizer que nosso funcionário maluco do item anterior inseriu o vírus G em um pouco de carne de cavalo e a despacha. Ela passaria pela IKEA e pelo Taco Bell ainda mais rápido do que tipicamente passaria por uma pessoa, se espalhando como um fogo selvagem entre cidadãos que se preocupam tanto com sua saúde que compram comida de um restaurante de comida mexicana falsa e uma loja de móveis. &nbsp;

#2. Nós não podemos parar a contaminação

Em filmes como Zombieland, O Dia dos Mortos e Resident Evil, nós nunca vemos a contaminação zumbi sendo efetivamente contida em qualquer maneira. Nós só vemos Woody Harrelson esmagando monstros com um banjo, e ele não pode ser requisitado o tempo todo. A questão é que é difícil conter algo se você não sabe onde ou como começou. [caption id="attachment_2103" align="aligncenter" width="300"]176079_v1 Além disso, deveríamos ver como clonar este homem.[/caption] E após dois meses, ninguém tem a mínima ideia de onde esta praga de carne de cavalo veio. Um fabricante sueco de comidas culpou seu fornecedor, depois de descobrir que 100% da carne em suas lasanhas congeladas eram de cavalo, mas mesmo os fornecedores têm fornecedores, e boa sorte em fazer com que estes caras apareçam. Nós teremos que ou esperar que os fantasmas dos cavalos mortos se materializem e apontem seus cascos para a origem do mistério, ou pedir à mulher de Bones que descubra onde todos os corpos de cavalos estão enterrados. Nenhum deles parece ser muito provável de acontecer em um futuro próximo.

#1. Nós todos provavelmente já estamos contaminados

Mesmo depois de uma dúzia de países europeus terem sido envolvidos na investigação, o escândalo da carne de cavalo dificilmente aparece na primeira página dos jornais. A carne duvidosa apareceu em Tesco, o terceiro maior varejista do mundo, e as pessoas ainda vão lá para comprar carne. Para comparar, os americanos iriam parar de comprar comida do Walmart se soubessem que carne de cavalo estava sendo vendida lá como hambúrgueres? Nós não podemos digitar “não” o suficiente. Milhões de pessoas podem ter comido carne de cavalo até agora. [caption id="attachment_2104" align="aligncenter" width="300"]176078 Nós temos carros agora. Seus serviços não são mais necessários.[/caption] Agora imagine que a carne de cavalo tenha sido selada com qualquer vírus zumbi de mutações rápidas que o funcionário maluco roubou do escritório de seu gerente. Uma parcela enorme da população já estaria infectada com a doença dos corpos arrastados, e não levaria muito tempo até que eles comessem/fossem infectados de novo, e ainda mais. Sendo assim, carne de cavalo = infecção zumbi = nós estamos todos ferrados. Aproveite o seu dia. Não entendeu essa matéria? Assista esse vídeo e se informe. httpvh://www.youtube.com/watch?v=9GeZ1OYm6RA Original: Cracked Traduzido por: Heloisa C. M. Gonçalves