<script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script> <!-- uz_336 --> <ins class="adsbygoogle" style="display:inline-block;width:336px;height:280px" data-ad-client="ca-pub-2659980373728363" data-ad-slot="7334352839"></ins> <script> (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); </script>

Doença em pombos na Rússia deixa as aves como "zumbis"

pombos-zumbi-doenca Preocupados com o comportamento dos pombos de Moscou, vários russos entraram em contato com autoridades para relatar que as aves indefesas, tão comuns por aí, estavam agindo como "pombos zumbis".
E o que seria, exatamente, um "pombo zumbi"? De acordo com os moscovitas, os pássaros ficaram extremamente letárgicos e aparentemente sem medo de nada, de um dia para outro. O ouvinte de uma rádio contou que os pombos costumavam voar quando alguém passava perto deles, e que agora simplesmente não prestam mais atenção a ninguém. "Eu vi alguns pombos se comportando de maneira esquisita, andando em círculos...", disse o homem à rádio. Outras pessoas relataram que viram pombos perdendo o equilíbrio e caindo do parapeito de janelas, ou ainda descansando seus bicos apoiados ao solo. Para as autoridades sanitárias, as aves podem estar infestadas de parasitas e sofrendo de problemas intestinais. Na tentativa de acalmar os temores dos internautas que passaram a comentar o "apocalipse dos pombos" nas redes sociais, o vice-prefeito de Moscou, Leonid Pechatnikov, tratou de dizer que não havia risco de contágio para os humanos. Só que a Unidade Federal de Inspeção Veterinária contradisse o vice-prefeito, informando que os pássaros podem ser vítimas de um mal conhecido como 'doença de Newcastle', altamente contagiosa e que pode causar sintomas de gripe e infecções nos olhos de humanos. Uma terceira hipótese ainda foi acrescentada pelo Comitê Veterinário do país: lesões no fígado e intestinos de pombos mortos podem indicar contaminação por salmonela, bactéria que também pode atacar humanos. Até que o caso seja resolvido, a orientação é manter distância das aves e pedir socorro às autoridades quando se deparar com "pombos zumbis". (com informações do "Independent") &nbsp; Via UOL