<script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script> <!-- uz_336 --> <ins class="adsbygoogle" style="display:inline-block;width:336px;height:280px" data-ad-client="ca-pub-2659980373728363" data-ad-slot="7334352839"></ins> <script> (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); </script>

O primeiro filme de zumbi do Brasil

CENA DO FILME TERROR NO COLÉGIO DE JOÃO ROSENDO 004 Primeiramente gostaríamos de nos retratar com nossos leitores, na matéria Filmes de zumbis brasileiros para você assistir antes do apocalipse começar, informamos a vocês que o primeiro filme brasileiro de zumbis foi o média metragem  “Zombio” o que foi um equivoco da nossa parte, pois esse não foi o primeiro filme de zumbi nacional. Admitimos o nosso erro, mas como ainda não nos tornamos zumbis, a frase “errar é humano” ainda tem efeito na gente. Para sabermos mais sobre esse filme, vamos voltar um pouco no tempo, mais precisamente em 1979, ano que o longa O EMBRIÃO SATÂNICO do cineasta mineiro João Rosendo. O filme foi filmado em película SUPER-8, sendo o primeiro filme na respectiva bitola do país e o primeiro de terror em Minas Gerais, tendo inclusive a participação da Miss Minas Gerais Mônica Tannus Paixão como atriz. Contando com a participação de atores amadores, alunos e colegas de escola do cineasta que estudava no colégio Santa Teresinha de Manhumirim (MG) a película levou a platéia ao delírio com os sustos e os efeitos especiais criados pelo próprio diretor. Até hoje o filme pode ser considerado uma pérola do terror brasileiro que foi o responsável pela perda de muito sono dos apaixonados por um bom filme do gênero. MAKING OFF DO FILME TERROR NO COLÉGIO DE JOÃO ROSENDO 005   Em 1985 o cineasta mineiro começou a gravar o filme REENCARNAÇÃO DIABÓLICA, que só foi lançado um ano depois. O cineasta de Manhumirim mobilizou toda a cidade e conseguiu colocar no elenco médicos, policiais, o delegado de polícia, enfermeiros, professores, oficiais de justiça, advogados e vários adolescentes. O roteiro de suspense e terror movimentou a cidade e as filmagens externas se transformaram em verdadeiras "festas" reunindo vários curiosos que eram atraídos por mortos-vivos, pela iluminação de canhões de luz de canhões, explosões, incêndios, tiros e perseguições de carros e motos. MAKING OFF DO FILME TERROR NO COLÉGIO DE JOÃO ROSENDO 011 Tanto o longa “O Embrião Satânico” quanto o “Reencarnação diabólica” tiveram zumbis como coadjuvantes nos filmes. Porém, ao perceber o potencial dos mortos vivos, o diretor, cineasta, roteirista, maquiador, produtor e criador dos efeitos especiais João Rosendo, resolveu acreditar no seu instinto sobre os zumbis e criou um longa inteiramente de zumbis. CARTAZ  DO FIME TERROR NO COLEGIO DE JOAO ROSENDOO filme que ganhou o nome de “Terror no colégio” começou a ser gravado em 1992 e só foi terminar em 1995, ano em que foi lançado. O filme foi gravado no Colégio Santa Teresinha. Manhumirim, Minas Gerais escola em que o cineasta estudou, o filme ainda teve várias locações pelas ruas da cidade, delegacia de polícia, fazendas e nem o cemitério local escapou das lentes do Rosendo. Agora em 2013, todos esses filmes do João  vão ser reeditadas em sistema digital e serão relançadas com cenas inéditas, efeitos visuais e correção de imagens, que não foram utilizados na época da produção por falta de recursos financeiros e técnicos. &nbsp; Para ver mais fotos sobre o filme, clique aqui. No site do cineasta contém fotos dos três filmes citados aqui e muito mais. &nbsp;