<script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script> <!-- uz_336 --> <ins class="adsbygoogle" style="display:inline-block;width:336px;height:280px" data-ad-client="ca-pub-2659980373728363" data-ad-slot="7334352839"></ins> <script> (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); </script>

Robert Kirkman fala sobre o final de The Walking Dead

Comic-Con International: San Diego 2012 - Day 2 - &quot;The Walking Dead&quot; Panel &nbsp; A grande novidade de Image Expo essa semana foi que a séries de quadrinhos The Walking Dead começaria um enredo d 12 edições em Outubro. Nomeado All Out War, as novas edições serão lançadas a cada duas semanas pelos próximos seis meses seguidos. Nós te demos os primeiros detalhes e a arte teaser de All Out War e Robert Kirkman falou sobre o planejamento do novo enredo durante uma entrevista recente. Ele também discutiu o final de The Walking Dead e seus próprios aspectos em personagens como Negan: [via MTV Geek] All Out War: "Bem, isso é algo que tem estado nos livros por um tempo, tem estado nos planos por anos e anos. Sabe, eu nunca pensei que "The Walking Dead" duraria tanto, mas mesmo nos seus primeiros dias eu sempre pensei que seria maravilhoso se eu conseguisse chegar num ponto em que focos de civilização disputariam uns com os outros por recursos, sabe? Como contar a história e saber para onde ela estaria indo, sabe, seria como "nossa, essas pessoas estão enfiadas em uma prisão, tentando encontrar comida... e eles estão viajando um longo caminho e, oh, eles encontram esse lugar que é na verdade como um pequeno foco de civilização e agora eles devem encarar isso." Eu conhecia esse enredo, sabe? Mas eu não sabia que eu chegaria a contá-lo. E agora que estamos neste ponto, eu acho que existem algumas coisas muito legais por vir e eu não poderia estar mais animado em relação a isso." Planejando um fim de jogo: "Bom, eu acho que as pessoas investiram muito tempo em "The Walking Dead." E muita coisa emocional. Então as pessoas estão focada em "The Walking Dead" e elas querem saber que o cara que está fazendo isso não está apenas enrolando. Elas querem saber que isso vai para algum lugar. E eu acho que elas não querem que acabe, ou eu espero que elas não queiram que acabe, mas elas querem saber, tipo, "ouça, quando eu tiver lido isso por 30 anos, e finalmente acabar, eu vou sentir que valeu meu tempo, ou você não tem a menor noção do que está fazendo? Me responde agora pra eu poder cair fora." E esse é um pensamento difícil. Eu planejo que dure muito tempo, e eu tenho uma ideia do que eu acho que será um final significativo e um modo muito legal de juntar tudo e fazer, sabe, um enorme conjunto da obra. Eu acho que essa é a coisa mais legal disso tudo... the-walking-dead-all-out-war-capa ...Eu sei como as próximas 12 pessoas que morrem morrerão, e porque morrerão, e o que acontece depois disso. Eu sei quem vive até o final e eu sem porque eles vivem até o final e como eles vivem e o que acontece no final. E sabe, podem ser 200 edições, podem ser 50 edições. Mas provavelmente será muito. Eu espero. Mas eu acho que quando tudo for dito e feito isso fará sentido e será um final satisfatório, mas quanto mais tempo a série durar, menores são as chances de ter um final satisfatório, então eu sei lá. Poderá ser uma decepção para algumas pessoas, mas espero que pelo menos faça sentido e seja um modo legal de juntar tudo, então veremos." Colocando um pouco de si mesmo em seus personagens: "Existem aspectos meus em cada um dos personagens, eu acho. Eu acho que, tipo, os comentários sem sentido de Negan são o tipo de coisa que eu faça em conversas. Então tem um pouco de mim em Negan. Muitas pessoas têm falado sobre o modo como eu falo... eu não sou sádico, e não condeno tanto quanto ele, mas as vezes eu sou tipo "Quer pizza? Por que as pessoas comem pizza? Eu não sei qual o problema com pizza. Quer pizza?" Então tem um pouco de mim. Mas tem um pouco de mim em Rick Grimes e tipo, na história de Glenn, já que eu era um entregador de pizza. Eu não era um entregador de pizza, eu trabalhei em uma pizzaria por um tempo. Então tem algumas coisas por aqui e por ali. Mas eu acho que isso é de todo escritor. A maioria dos personagens em "The Walking Dead" é tipo, você sabe, isso é o que eu faria, isso é o que eu não faria. Tipo, eu reagiria desse modo, então eu vou fazer isso assim, sabe, é tudo baseado na minha experiência. Então eu acho que é inevitável haver traços e pedaços seus ali. Mas eu não acho que alguém que lê "The Walking Dead" consegue uma imagem precisa de quem eu sou porque constantemente em conversas, as pessoas ficam tipo "Robert! Você... Você faz piadas ou algo assim? Eu li um quadrinho e pareceu que você seria esse cara louco pensativo. Você parece um cara legal e você é tipo engraçado e sei lá, eu não esperava isso." E é tipo, bem, eu coloco tudo nas páginas, sabe? Existe uma escuridão dentro de mim e eu coloco tudo lá para não ficar aqui." Fonte: Daily Dead Tradução: Natália Dino Peres &nbsp; Robert Kirkman pode matar o Daryl por causa de fãs que falam que vão parar de assistir se ele morrer, saiba mais clicando aqui.