<script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script> <!-- uz_336 --> <ins class="adsbygoogle" style="display:inline-block;width:336px;height:280px" data-ad-client="ca-pub-2659980373728363" data-ad-slot="7334352839"></ins> <script> (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); </script>

Trilogia Apocalipse Z: quem ainda não conhece deveria conhecer

HQ_Apocalipse ZA trilogia Apocalipse Z, do autor Manel Loureiro, lançou seu primeiro volume O Princípio do Fim em 2010, e no ano seguinte seus dois outros títulos, respectivamente: Os Dias Escuros e A Ira dos Justos. Tão interessante quanto a narrativa do livro é a história que levou à sua publicação. Uma pequena resenha na contracapa do primeiro livro, explica como surgiu a ideia da publicação: “No início era um simples blog. Registros de estranhos acontecimentos noticiados pelos meios de comunicação. Os acessos foram crescendo, até que se tornou um dos endereços mais acessados na Internet na Espanha.” A história gira em torno do personagem principal (que não é nenhum badass, caso estejam esperando um Daryl Dixon da vida), que trabalha como advogado e vai relatando – em formato de um diário de bordo – seu dia-a-dia conforme a infecção vai se espalhando pelo mundo. Junto com seu gato Lúculo, o advogado passa pelas mais diversas situações que se pode esperar (ou não!) em um Apocalipse Zumbi. O livro é de uma multiplicidade fantástica, nos conta a origem (quase sempre ignorada em filmes e séries) da propagação da praga, a sobrevivência de um personagem que poderia ser qualquer um de nós, o desenvolvimento de um mundo pós-apocalíptico, mais ação, tensão, romance, frustração, correria, sangue e cérebros decepados... enfim, possui todos os ingredientes para prender até os mais exigentes fãs da literatura zumbi. O desfecho da história se deu no terceiro volume, A Ira dos Justos, lançado em 2011, porém o sucesso da trilogia não parou por aí. Foi lançado esse mês nas livrarias da Espanha, e em sites de vendas na internet – como o amazon.es – a tão aguardada HQ do livro Apocalipse Z. O autor Manel Loureiro trabalhou com Vicente Vegas e a HQ será publicada pela Panini. Ainda há boatos – bastante concretos, porém sem confirmação oficial – de que os direitos para adaptação da trilogia para o cinema foram comprados pela produtora Vaca Films, que já teria dado sinal verde para a produção. O filme será, então, dirigido por David Alonso. Nesse entretempo aqui estou eu: sentada na poltrona, esperando ansiosamente que os boatos saiam do ramo obscuro das especulações, para as salas escuras dos cinemas! E enquanto aguardamos por mais notícias, vamos continuar espalhando a infecção!