<script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script> <!-- uz_336 --> <ins class="adsbygoogle" style="display:inline-block;width:336px;height:280px" data-ad-client="ca-pub-2659980373728363" data-ad-slot="7334352839"></ins> <script> (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); </script>

A web-série nacional Protocolo 43 pode ser cancelada.

Após algumas semanas que lançaram o segundo episódio da web-série, o diretor de Protocolo 43, Áthila Mattei, avaliou a repercussão geral da série e o resultado não foi o esperado, o que pode levar ao cancelamento da série.

Faz pouco mais de um ano desde que foi divulgado o financiamento coletivo da web-série, um projeto fantástico que logo fez muitos sites divulgarem, inclusive o Universo Zumbi, e prontamente as pessoas despertaram o interesse a Protocolo 43 e começaram a apoiar o financiamento coletivo da série.

A série conseguiu o financiamento coletivo e logo começaram a produção e no dia 25 de fevereiro lançaram o seu primeiro episódio, Eólica, que conseguiu pouco mais de 20.000 visualizações no Youtube, números ótimos para uma série que está começando. O primeiro episódio foi um sucesso, e todos estavam ansiosos para o próximo episódio que só seria lançado 8 meses depois, no dia 20 de outubro o que fez com que muitos perdessem o interesse e até esquecessem da existência da série.


O segundo episódio de Protocolo 43, Cárcere, teve apenas 2.000 visualizações um número segundo o diretor insuficiente para dar continuidade ao projeto que requer tanta dedicação.  Leia o que o Diretor disse:

1- Há duas semanas estreava o 2º Episódio do P43. Com pouco mais de duas mil visualizações, o diretor ( e roteirista) do projeto, Áthila Mattei, reconhece que o número de visualizações está bastante  abaixo do esperado e que a falta de interesse do público na continuação da trama é determinante para o futuro do projeto.
Áthila: Não é surpresa que o Ep 02 não bateu os números da estreia do primeiro. É natural a ‘queda’ do interesse na web série. Afinal, na estreia estão todos curiosos para saber o que é. No segundo Ep, volta para assistir quem curtiu o primeiro. O problema é que este número que retornou é insuficiente para dar continuidade a um projeto que requer tanta dedicação. Nós realmente gostamos do Protocolo 43, da história, de produzir, de ver a reação do público sobre a trama etc.  Cada um tem o seu nível de interesse e possibilidade de participação na web série. Mas no fim é um trabalho que nos obriga a abrir mão de muitas coisas, pois toda produção é realizada nos fins de semana já que todos têm suas atividades profissionais. O Ep2 foi lançado há pouco tempo, os comentários e avaliações têm sido bastante positivas, porém muito abaixo do que nós precisamos para dar continuidade a web série.
2- Fatores que contribuíram para a falta de interesse do público.
Áthila: Temos uma página com mais de 13 mil seguidores, além disso existem outros meios de comunicação (páginas, sites, jornais e rádio) que nos apoiaram com divulgação e impulsionamentos que ao total atingiram mais de 100 mil pessoas. Por conta deste fato não acredito que o problema seja na divulgação.  De fato, oito meses é muito tempo entre um episódio e outro, o público esfria, esquece a trama, tem que voltar para assistir o primeiro, perde o interesse naturalmente.  Mas nas condições da nossa equipe não há o que ser feito em relação a este tempo de produção. Todos sabem que não somos profissionais e dispomos de pouquíssimos recursos.
3- O trabalho em equipe é fundamental para estabelecer uma base organizada, onde cada membro exerce funções especificas sem que haja sobrecarregamento dos demais membros. 
Áthila: Na realidade, produzir um episódio dentro desta formula é complicado. Por vários motivos, nem sempre todos participam das reuniões, dos ensaios e ou da execução. O esforço sempre se limita a apenas alguns membros. Cada episódio é uma situação diferente, um recomeço. Isso até dá uma dinâmica interessante mas por outro lado incerta.
4- O futuro da história do P43 com os roteiros.Áthila: Certamente o nosso público mais fiel irá nos incentivar a continuar, sugerindo ideias e meios, mesmo com o índice baixo de interesse. Entendo perfeitamente eles, mas precisamos saber: Sempre levamos o P43 como uma espécie de hobby, um entretenimento onde tem que ser feito o melhor possível, ser muito crítico e o mais perfeccionista possível para agradar um público. Porém, hoje, os critérios de produção e dedicação do P43 extrapolam o que acredito ser um hobby.  Como diretor do projeto, pensei em meios de manter a série mesmo sem minha participação, porém não acho que seria interessante ‘doar’ essa história e entregar para incertezas e despreparos. Isso já ocorreu uma vez, quando me afastei, e o projeto não teve continuidade. Agora já penso que os roteiros podem ser aproveitados de outra maneira. Lançar a história no formato de um livro, com o roteiro original (30 capítulos já escritos), poderia agradar o público mais fiel e os apoiadores. Quero achar uma maneira de fazer nossos apoiadores e seguidores experimentaram o P43 em um outro formato, até mais produtivo, sem dar margens para mais incertezas. Minha intenção é dar o reconhecimento que a história do Protocolo 43 merece, no momento oportuno, já que como web série independente o objetivo não foi alcançado.
5- Apoiadores, Catarse e Mensagem Final.
Áthila: Nós tivemos um grande número de apoiadores em 2015, a grande maioria amigos pessoais e familiares. É perfeitamente compreensível ficar insatisfeito em saber que o projeto que você apoiou poderá ser cancelado, mas eles precisam entender que por se tratar de uma web série voltada para o Youtube, o público é sem dúvidas um fator determinante. É comum séries de produtoras e emissoras grandes serem canceladas por falta de interesse. Só neste ano, poderia citar umas 10. Da mesma forma que a gente, nossos apoiadores acreditavam que a série seria um sucesso em termos de público.  Sem público não há motivo para a sua existência. Existem outros meios para compensa-los diante da situação, e como roteirista, certamente farei isso em algum momento oportuno.
Cabe por fim informar que os dispêndios financeiros de maior vulto ocorreram nos episódios produzidos, pois necessitamos de equipamentos, direitos autorais da trilha sonora, locações, figurino, maquiagem, marketing, licenças de software, etc.  Queremos agradecer a todos que contribuíram.

Nós do Universo Zumbi torcemos para que a série não seja cancelada e que de alguma forma continue sendo produzida. Torcemos para o sucesso de todas as produções nacionais principalmente as de zumbis e esperamos que tudo de certo no final.

Assista Protocolo 43:

Episódio 1 - Eólica | Episódio 2 - Cárcere

O que vocês acham do cancelamento de Protocolo 43? Acha que o fator principal para a perda de interesse do público foi o hiato de  oito meses? Tem alguma ideia pra dar continuidade? Deixe a sua opinião!